sábado , 19 agosto 2017
Cantina do Araújo

Quatro pastéis sensacionais para comer em Poços


Quem gosta de pastel tem ótimas opções em Poços de Caldas, com sabores tradicionais ou inusitados. Os recheios são muitos, como os famosos de carne e queijo ou os mais diferentes e doces. Para te ajudar a escolher, o Divirta-se selecionou quatro pastéis sensacionais que podem ser encontrados na cidade.

Doce de leite

DSC_5836
Recheio do pastel de doce de leite escorre pelo prato.

A pastelaria Pastelucho tem no cardápio dezenas de possibilidades. Entre elas o pastel de doce de leite, com um recheio que combina muito bem com a massa salgada. Ele é servido em um prato, já que o doce escorre assim que a massa é cortada. A Pastelucho fica na rua Minas Gerais, em frente à prefeitura.

Frango com cheddar

Pastel de frango com cheddar é acompanhado por vinagrete.
Pastel de frango com cheddar é acompanhado por vinagrete.

O já conhecido pastel de frango torna-se ainda mais saboroso com cheddar, queijo que fica derretido e cremoso. Para acompanhar, tem o clássico vinagrete. O recheio é farto e pode ser encontrado na Gibo Pastéis, que fica no Mercado Municipal, perto da entrada da rua Pernambuco.

Queijo canastra

Pastel de queijo canastra pode ser encontrado nas madrugadas.
Pastel de queijo canastra pode ser encontrado nas madrugadas.

Os boêmios sabem que, depois de uma noite agitada, um pastel vai muito bem. O Pastel do Tiriça, que fica na Praça dos Macacos, é um carrinho que funciona de sábado à tarde até a manhã de domingo. Um dos pastéis mais pedidos é o de queijo, que tem o diferencial do canastra no lugar da mussarela. Os molhos caseiros, de alho ou pimenta, deixam o salgado ainda mais apetitoso.

Carne e queijo

DSC_6025As barracas de pastel da Feira Livre estão sempre lotadas e na Gibo Pastéis um deles mistura sabores tradicionais. O pastel de carne moída e queijo é um dos mais vendidos, pois combina o queijo mussarela derretido com a carne, simples e gostosa. Sabores que podem ser acentuados com o vinagrete.

APP Poços Já