Publicidade
Concerto começa às 20h30
Concerto começa às 20h30

A 15ª edição do Festival Música nas Montanhas chega a seu penúltimo concerto nesta sexta-feira (17), apresentando uma noite muito especial ao púbico que aprecia a música orquestral. Sob regência do norte-americano Leon Burke, a Orquestra Sinfônica do Festival traz um programa que evidencia a obra de Wagner e Gershwin. O concerto acontece às 20h30, no Teatro Municipal da Urca, com entrada gratuita.

Formada por mais de 70 músicos vindos de todas as partes do país e do exterior, a Sinfônica representa uma oportunidade de total interação musical, na qual alunos e professores unem-se na execução de peças importantes do repertório para orquestra, às quais chamam a atenção para a qualidade artística do evento. Rio Grande do Norte, Bahia, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e Pará são exemplos de Estados representados no Festival por seus participantes, que trocam experiências pessoais e imprimem uma sonoridade diferenciada a cada peça tocada.

Na noite desta sexta, o concerto é aberto com a obra de Richard Wagner (1813-1883) – Meistersinger  – Prelúdio. A virtuosidade do violinista Alejandro Drago presenteia os ouvintes com “Mistérios de Buenos Aires” – Concerto para violino e orquestra (2012).

Em outro momento, a composição de George Gershwin é apresentada em seleções da peça “Porgy and Bess”. A obra estreou em 1935 no teatro da Broadway e é considerada a mais importante ópera americana do século XX. 

Solista da noite

A versatilidade musical do violinista Alejandro Drago lhe permite empreender a execução de programas diversos em apresentações com discografia lançada em países como Estados Unidos, França e Argentina.

Natural da Argentina, Drago tem se apresentado na Rússia, Áustria, Lituânia, Bielorússia, França, Sérvia, Bósnia e Herzegovina, Roménia , Portugal, Brasil, Paraguai, Haiti, Equador, Panamá e Colômbia, em  prestigiosas salas de concerto como a Grande Sala do Conservatório de Moscou, a Sala Filarmônica de São Petersburgo, Teatro Colón em Buenos Aires, o Kennedy Center nos EUA e o Kolarac Zal de Belgrado.

Sua formação musical começou quando, ainda menino, acompanhava sua mãe, bailarina profissional de tango, aos lugares onde ela dançava. Ali conheceu Antonio Agri que foi por muitos anos violinista de Astor Piazzolla.  Agri o recomendou a um membro de seu grupo que o ensinou as bases da teoria musical.

Graças a uma bolsa do governo russo, Drago obteve sua graduação em interpretação e pedagogia do violino, em 1996, no Conservatório Tchaikovsky de Moscou. Recebeu importantes bolsas de estudo e subsídios e foi ganhador de diversos concursos nacionais e internacionais na Itália, Iugoslávia e Argentina. No Brasil, Drago é desde 2004 professor de violino do Festival “Música nas Montanhas”.

Série de Concertos Especiais

Asilos, igrejas, hospitais, zona rural e outros locais diferenciados têm sido palco para as apresentações especiais, que são levadas a quem não pode estar presente nas salas de concerto. Responsável pela difusão da música clássica a espaços onde dificilmente se teria acesso a ela, a série de Concertos Especiais chega, nesta sexta, ao Asilo Vinhas do Senhor. A apresentação é às 14h30.

Também nesta sexta, a Igreja Batista é palco de concerto às 18h, apresentando a Classe de Coro Infantil do Festival.

Fonte: ACS Festival Música nas Montanhas

Publicidade