Publicidade
Filisberti retratava moradores locais
Filisberti retratava moradores locais

O Instituto Moreira Salles de Poços de Caldas abre no dia 03 de agosto, às 20h, a exposição Bruno Filisberti e o Desenho. A mostra procura lançar um novo olhar sobre o processo de criação e trabalho do artista conhecido por suas pinturas figurativas e distantes das experiências modernistas de seu tempo. A curadoria é do artista plástico Teodoro Stein Carvalho Dias.

Filisberti mantinha um pequeno ateliê na Rua das Pedras, recebendo visitantes de todas as idades e origens, que usou como modelos em esboços feitos em grafite ou carvão sobre papel como um estudo preliminar para pintura.

Sobre Bruno Filisberti

Nascido na cidade de Mococa-SP, em 1912, viveu em Poços de Caldas desde sua adolescência. Em São Paulo, frequentou a Escola de Belas Artes sob a orientação de Paulo Vergueiro Lopes de Leão nos anos 1936 e 1937. Também recebeu aulas de desenho com Amadeu Scavoni, professor acadêmico de pintura e desenho, grande influência sobre sua obra. O isolamento da cidade de Poços de Caldas, então pacata e provinciana, aliado a um gosto acadêmico generalizado da clientela que lhe adquiria os trabalhos, fizeram com que Bruno Filisberti nunca mudasse seu estilo e produzisse até 1979, ano de sua morte.

Serviço

Bruno Filisberti e o desenho

Vernissage: 03 de agosto de 2013, às 20h

Exposição: de 04 de agosto a 03 de outubro de 2013

Horário de visitação: de terça a domingo, das 13h às 19h

Rua Teresópolis, 90, Jardim dos Estados

Entrada franca

Fonte: ACS Instituto Moreira Salles

 

Publicidade