Você está aqui: Home » Polícia » Diretor do presídio nega agressões a detentos

Em conversa com vereadores, o diretor do presídio de Poços de Caldas, Marcelo Henrique de Oliveira, negou a acusação de que os agentes penitenciários estariam agredindo os detentos. A reunião ocorreu na tarde desta segunda-feira (12), após os familiares dos presidiários terem realizado um protesto em frente ao Fórum de Poços de Caldas.

De acordo com o vereador e presidente da comissão de direitos humanos da Câmara Municipal, Joaquim Sebastião Alves (PMDB), o diretor disse que o problema ocorreu após uma vistoria nas celas realizada quinta-feira passada. Três presidiários teriam ficado revoltados com o procedimento, o que motivou a transferência deles.

“A preocupação dos familiares é que poderia ter uma rebelião essa noite, mas está tudo tranquilo. A Câmara Municipal e a OAB vão fazer um documento pedindo providências também em relação a outras reivindicações como melhorias nas refeições servidas aos detentos”, informou o vereador.

Também participaram da reunião os vereadores Rogério de Souza Andrade (PSD), Tiago Cavelagna (DEM), Jonei Leandro Eiras (PSDB) e Marcos Tadeu Sala Sansão (PSDB). O diretor do presídio se recusou a falar com o Poços Já.

Tags:
©Copyright 2013-2014 - Jornal Online Poços Já- As notícias de Poços de Caldas (MG) em tempo real · Cadastrar-se:PostsComentários ·
Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.