Publicidade
Eagle Motos
Publicidade
Eagle Motos
Publicidade
Eagle Motos
Publicidade
Eagle Motos
Publicidade

O trabalhador rural de 22 anos que foi atingido na mão direita por um disparo de arma de fogo, na manhã desta terça-feira (19), contou à Polícia Militar que o fato ocorreu devido a uma dívida de drogas. Ele se negou a falar quem seriam os agressores, por medo de sofrer represálias.

Publicidade
Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade

A polícia soube do caso quando o rapaz deu entrada no hospital da Santa Casa, por volta das 8h30. A mãe dele informou que o filho saiu de casa, por volta das 6h30, para trabalhar, e que retornou ferido.

Ao conversar com os militares, a vítima chegou a dizer que tinha sido roubada. Após entrar em contradição algumas vezes, o rapaz acabou contando que estava em sua moto quando foi abordado por dois homens em uma camionete.

Os ocupantes da camionete queriam saber o paradeiro de um amigo, conhecido como “Manda Bala”. Como ele não sabia dizer nada a respeito, a dupla o agrediu e ameaçou. Os dois ainda teriam dito que, caso o trabalhador rural e seu amigo não pagassem as drogas que estão devendo, seriam mortos.

Após as agressões, um dos autores esticou o braço direito da vítima e o segundo atirou em sua mão. Em seguida, os homens foram embora levando o capacete e o celular do rapaz, como forma de pagamento das dívidas.

A Polícia Civil vai investigar o caso.

Publicidade