Publicidade
Eagle Motos
Publicidade
Eagle Motos
Publicidade
Eagle Motos
Publicidade
Eagle Motos
Publicidade

Os decretos de calamidade do município e do estado devido à pandemia de coronavírus tem feito que a população fique em casa e que comerciantes fechem as portas. Para garantir que as determinações sejam cumpridas, a Polícia Militar tem trabalhado ao lado dos servidores públicos. Somente no fim de semana foram fiscalizados cerca de 150 comércios locais, que insistiram em funcionar.

Publicidade
Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade

O prefeito Sérgio Azevedo e o comandante da Polícia Militar, coronel Jardel Trajano de Oliveira, trataram do assunto na noite de domingo (22) em uma transmissão ao vivo pela página do prefeito no Facebook.

Sérgio ressaltou que a prefeitura tem recebido ligações de diversas pessoas questionando sobre a possibilidade de seus estabelecimentos permanecerem abertos durante a quarentena. “O que pode funcionar está descrito no site da prefeitura. Se seu comércio não está lá, não adianta entrar em contato porque não podemos fazer exceções, não vai poder”, pontuou.

“Nós estamos cumprindo o decreto estadual que proíbe o funcionamento dos comércios que não sejam essenciais. Estamos percorrendo todas as ruas e fiscalizando os comércios abertos. Num primeiro momento orientamos para que seja feito o fechamento e no segundo momento a gente começa a atuar em cima do Código Penal, mostrando que aquela conduta está descrita no artigo 268, que trata dos riscos à saúde pública”, reforçou o comandante.

Quem insistir em descumprir a ordem pode, além de ser preso, ter seu alvará de funcionamento cassado. A quarentena não tem previsão de encerramento. Vale lembrar que as feiras livres agora também estão canceladas.

Publicidade