Publicidade
Eagle Motos
Publicidade
Eagle Motos
Publicidade
Eagle Motos
Publicidade
Eagle Motos
Publicidade

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), em Poços de Caldas, deu cumprimento, na manhã desta quinta-feira (13), ao mandado de prisão preventiva em desfavor de um homem de 62 anos, suspeito de ter engravidado a neta, de 15. Segundo as investigações, os abusos ocorriam desde quando a menina tinha nove anos.

Publicidade
Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade

Os dois moram na cidade de Araguatins (TO). Porém, o suspeito estava escondido na casa de parentes no bairro Nossa Senhora Aparecida, em Poços.

Em outro caso de violência no ambiente doméstico, um homem de 25 anos foi preso, também em Poços, após ameaças à companheira, de 22, e também por danificar o aparelho celular dela. Assim que a equipe da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) recebeu a denúncia, compareceu à residência do casal e localizou o agressor.

Conforme apurado, a vítima foi acordada na madrugada de terça-feira (11) e, sem motivação aparente, o investigado começou a ameaçá-la de morte. Durante atendimento foi oferecida à vítima medida protetiva de urgência, sendo o pedido enviado à Justiça para análise. No dia 24 de janeiro, o investigado já havia sido preso por lesão corporal contra a própria irmã.

Em razão da lei 13.869, conhecida como Lei de Abuso de Autoridade, em vigor desde o dia 3 de Janeiro de 2020, a Polícia Civil não divulgou a identificação dos presos.

Denúncia

A Polícia Civil orienta que todo tipo de violência contra a mulher seja denunciado, para que sejam tomadas as providências cabíveis contra o agressor e de proteção à vítima. Denúncias podem ser feitas diretamente em uma unidade policial ou pelo telefone 180. Já os crimes contra crianças e adolescentes podem ser denunciados por meio do Disque 100.