Publicidade

A coleta domiciliar do Censo Experimental começa na quinta-feira (3), em Poços de Caldas. Cerca de 180 recenseadores visitarão todos os mais de 60 mil domicílios da cidade mineira até 2 de dezembro. A cidade vai concentrar os testes de questionário e de toda infraestrutura necessária para o Censo Demográfico 2020.

O ensaio geral também será realizado em outros sete estados, mas com foco na avaliação da coleta em condomínios de alta renda, aglomerados subnormais, moradias improvisadas, terras quilombolas e indígenas, além domicílios com pessoas que não falam a língua portuguesa.

Nos próximos dois dias, serão passadas as últimas orientações para as equipes de campo e será feito o carregamento dos dispositivos móveis de coleta, aparelhos semelhantes a smartphones. “Nas demais localidades, a coleta deve começar hoje mesmo, pois ela será feita por agentes de pesquisa e mapeamento que já estavam contratados. Em Pernambuco, por exemplo, estamos prevendo fazer a reunião presencial hoje com os equipamentos e ir a campo”, explicou o gerente técnico do Censo 2020, Luciano Tavares.

Publicidade

Os informantes podem verificar a identidade de todos os entrevistadores pelo site Respondendo ao IBGE ou no telefone 0800 721 8181.

Moradores também poderão responder ao Censo pela internet

Com a população brasileira cada vez mais conectada, a coleta de dados pela internet é uma das apostas do Censo 2020. Durante todo esse período de Censo Experimental, os moradores de Poços de Caldas podem responder à pesquisa diretamente por meio do site Questionário 2020. Para quem optar por essa alternativa, é necessário solicitar ao recenseador, no momento da visita, um código e uma senha de acesso ao questionário online.

Entre os dias 21 e 29 de setembro, antes mesmo da visita do recenseador, a população do município mineiro recebeu em seu domicílio uma carta com um código e senha para poder responder ao questionário online. Os domicílios que participaram corretamente dessa etapa não serão mais visitados. “Tivemos respostas de 2.317 domicílios dos 64 mil enviados nesse primeiro período, o que representa 3,6% de respostas. Foi um pouco acima do teste que fizemos em março, quando nosso retorno foi de 2,9%. Foi um resultado dentro do esperado”, avaliou Luciano.

No final do teste da coleta presencial, em 2 de dezembro, os domicílios onde os recenseadores não conseguirem contato receberão uma correspondência com informações para uma última tentativa de preencher o questionário pela internet.