Publicidade

O trade turístico de Poços de Caldas celebra uma grande conquista: a inclusão do município na categoria “A” no novo mapa do Turismo Brasileiro 2019-2021, publicado no Diário Oficial da União do último dia 26 de agosto e disponível para consulta online. No levantamento anterior, Poços de Caldas se encontrava na categoria “B”.

Com isso, a cidade está agora entre os destinos prioritários do país para receber investimentos no setor. A categorização dos municípios turísticos, que vai de “A” a “E”, é um instrumento de acompanhamento do desempenho das economias turísticas locais e subsidia a priorização de investimentos por programas do Ministério do Turismo, incluindo ações de infraestrutura turística, qualificação profissional e promoção dos destinos, observando características específicas de demanda e vocação turística.

A equipe técnica da Secretaria Municipal de Turismo de Poços de Caldas explica que o Ministério do Turismo leva em conta diversos dados relacionados às atividades econômicas da área, bem como a implementação das políticas públicas, com acompanhamento constante pelo Estado e pelo Governo Federal, além da compilação de dados encaminhada aos órgãos estaduais.

Publicidade

Segundo o levantamento publicado pelo Ministério do Turismo, o município arrecadou R$ 15.717.525,00 com o turismo; teve um fluxo de 434.995 visitantes domésticos e 6.355 internacionais e conta com 53 estabelecimentos turísticos, gerando 1.318 empregos diretos.

Em Minas Gerais, além de Poços de Caldas, somente os municípios de Belo Horizonte e Uberlândia foram inseridos na categoria “A” no mapa 2019-2021. Neste ano, foram avaliados novos critérios e compromissos estabelecidos pelo Ministério do Turismo, entre eles a obrigação de participação em instância de governança e em Conselho Municipal de Turismo (COMTUR).

Além da necessidade de o município ter um órgão de turismo em atividade e conselho municipal funcionando, o novo mapa adotou outros critérios obrigatórios para a participação na plataforma como orçamento próprio destinado ao turismo e a existência de prestadores de serviços turísticos de cadastro obrigatório registrados no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), do Ministério do Turismo.

Ao todo, 2.694 cidades de 333 regiões turísticas do país foram validadas pelo Ministério e incluídas na atualização da plataforma. Os novos critérios darão à Pasta a oportunidade de trabalhar com foco na qualidade dos destinos e na melhoria dos serviços prestados aos turistas.