Publicidade
Unifenas
Publicidade
Unifenas
Publicidade
Unifenas
Publicidade
Unifenas
Publicidade
Material apreendido será periciado e avaliado (foto: Polícia Civil)

A Polícia Civil de Poços de Caldas prendeu, na sexta-feira (19), dois suspeitos de crimes com documentos falsos. Com eles foram encontradas diversas folhas de cheque em branco e documentos.

Publicidade

Segundo a Polícia Civil, os trabalhos de investigação sobre os suspeitos começaram há apenas uma semana e com as provas foi possível obter mandados de busca e apreensão para a residência dos suspeitos. Na casa de um revendedor de veículos, de 42 anos, foram apreendidas centenas de cheques em branco e vários cartões de crédito em nome de terceiros. Em uma camionete S10, em posse do suspeito, foi localizado um pacote de cheques em branco e um preenchido, o qual seria clonado. Em outra caminhonete, foi apreendida uma pistola calibre .380 sem registro.

Já na residência de um corretor de café, de 63 anos, foram localizados quase mil cheques preenchidos e em branco de diversos titulares, bem como centenas de canhotos, espelhos de carteiras de identidade e Certificados de Registro de Veículo (CRV’s) em branco, os quais o suspeito revendia por telefone a preços variados. Além disso, foram encontrados documentos constando nomes de outras pessoas e a foto do suspeito.

Cédulas de identidade seriam falsificadas

Os policiais ainda encontraram cédulas de identidade em branco, além de documentos em nomes de terceiros xerocados e autenticados. Enfim, uma vasta quantidade de material que será minuciosamente avaliada.

As informações iniciais são de que, embora os suspeitos se conhecessem, trabalhavam de forma individualizada. Mas essas e outras questões, como o número de vítimas e o valor total dos golpes, só poderão ser esclarecidas com o aprofundamento das investigações. As profissões exercidas por eles possibilitavam que tivessem acesso a dados de futuras vítimas.

Prejuízo causado pela dupla ainda não foi avaliado

Após serem ouvidos na delegacia, os autores foram encaminhados ao presídio.

Operação Abagnale

A operação foi batizada com o nome Abagnale em alusão ao “vigarista” norte americano Franck William Abagnale. Sua história de vida serviu de inspiração para o filme “Prenda-me se for capaz”, além de um musical da Broadway e a série de TV “White Collar”, que são baseados em sua autobiografia do mesmo nome.