Publicidade

A quantidade de anúncios na rede sociais de veículos furtados tem impressionado a população de Poços de Caldas. A impressão é que não se passa um único dia sem que este tipo de crime seja registrado. Segundo o delegado de trânsito, responsável por apurar esses crimes, José Armando Ferraz, de janeiro até 10 de junho deste ano foram 276 casos. A delegacia tem feito investigações, mas até o momento conta apenas com indícios de autoria.

Veículos estão sendo depenados (fotos: Polícia Militar)

São quase dois furtos por dia, com média de 1,71. A maioria dos veículos acaba sendo abandonada horas depois que o criminoso andou com o bem. Mas essa realidade tem mudado nos últimos dias: vários carros foram encontrados depenados, demonstrando que os bandidos estão focados nas peças e acessórios, que são posteriormente vendidos ou usados para o pagamento de dívidas.

Segundo o delegado, poucos são os casos em que os veículos não são localizados. A prática de depená-los é mais uma questão sazonal.

Publicidade

Armando garante que todos os casos estão em investigação, que já possui indícios de autoria e que mandados de prisão foram solicitados junto à justiça. Há ainda um caso em que adolescentes foram apreendidos em flagrante pela Polícia Militar. “A situação de adolescentes é mais complexa. Nós instauramos o procedimento e encaminhamos à Vara da Infância e Juventude”, pontua.

Dois homens foram identificados como possíveis autores em casos recentes, isso porque ao recuperar os veículos militares encontraram documentos deles dentro dos carros. A polícia tenta provar que são estes os autores, para poder solicitar a prisão. Além disso, o delegado informa que provavelmente alguns criminosos estão envolvidos em mais de um caso.

A PM já conseguiu identificar dois locais de desova dos veículos, na Represa do Cipó e às margens da BR-146. Nestes lugares os veículos foram encontrados batidos, danificados e faltando várias peças.