Publicidade

Um vendedor de 38 anos e uma vendedora de 36 anos foram presos no fim da tarde de domingo (14), em Poços de Caldas. Ele é acusado de manter a esposa em cárcere privado, e ela de ter agredido o marido.

Segundo a Polícia Militar, a vendedora ligou para o 190 dizendo que havia sido trancada pelo marido dentro do quarto de seu apartamento, no Jardim Quisisana, e estava sendo impedida de sair. Uma equipe foi para o local e o autor, que atendeu a porta, disse que sua companheira o tinha arranhado, mostrando as marcas, e que ela havia chegado em casa muito agressiva, quebrando as coisas. Ainda segundo relatos do marido, a esposa já quebrou diversos objetos da casa em outras ocasiões e neste domingo ele teria rasgado um colchão e destruído pertences da mulher.

O vendedor ainda disse para a esposa, na frente dos policiais, que “bicho bravo e agressivo tem que ficar preso em uma jaula mesmo”. O autor entregou as chaves do quarto aos militares, que liberaram a vítima. A mulher contou que se desentendeu com o marido e que ele quebrou vários objetos. Ela ainda afirmou que foi trancada no quarto após decidir chamar a polícia.

Publicidade

A vítima contou aos policiais que há muito tempo sofre agressões físicas e psicológicas por parte do companheiro. Os militares acabaram por prender os dois, o vendedor por cárcere privado, dano e agressão, e a mulher por ter agredido e lesionado o marido.