Publicidade

A DME Distribuição divulgou, nesta semana, informações importantes para os consumidores. O objetivo é evitar acidentes e danos elétricos.

Segundo a DME, todo imóvel deve ser planejado e organizado considerando o atendimento a vários itens, principalmente os relacionados à segurança. Em todos os casos, é importante ter orientações de profissionais capacitados. Dentre eles, destaque sobre o cuidado com as instalações elétricas, já que a tendência é que a questão seja lembrada somente com as tempestades, quando há o aumento na incidência de raios e descargas elétricas. A parte elétrica é fundamental, deve ser bem executada e estar sempre preservada.

Algumas vezes, por exemplo, por falta de conhecimento ou pela ausência de fiscalização por parte do proprietário do imóvel, na hora da construção ou reparos na instalação elétrica são utilizados produtos de baixa qualidade. Outro problema é a falta de manutenção, sobretudo em instalações mais antigas ou trabalhos mal feitos, o que podem acabar provocando sobrecargas, curtos-circuitos, choques e até mesmo a perda do patrimônio.

Publicidade

Descuidos, aparentemente inofensivos, também podem causar prejuízos, como não verificar a voltagem especificada nas tomadas antes de ligar aparelhos. Há ainda registros de incêndios por carregadores, celulares, dentre outros aparelhos, deixados conectados na tomada por longos períodos de tempo. Outra situação bastante comum é o uso do “benjamim” ou “T” ou extensão para ligar vários aparelhos em uma única tomada, o que não é aceitável pelas normas técnicas (ABNT).

Confira as dicas da DME Distribuição:

– Ao construir ou reformar, chame um eletricista para fazer as instalações adequadas;

– Não altere as especificações dos disjuntores (diferencial, principal ou secundários) localizados nos quadros de distribuição das edificações;

– Não abra furos nas proximidades dos quadros de distribuição;

– Não deixe fios e tomadas expostos;

– Desligue a chave geral (disjuntor ou fusível) antes de mexer na instalação elétrica;

– Jamais toque em fios desencapados ou rompidos;

– Fusível só se troca por fusível, nunca tente substituí-lo por outro objeto;

– Ao ligar aparelhos de grande consumo de energia (furadeira, lixadeira), não use extensões comuns. Opte por cabo industrial de capacidade adequada;

– Verifique a carga dos aparelhos a serem instalados, a fim de evitar sobrecarga da capacidade do circuito que alimenta a tomada e garantir o seu funcionamento;

– Ao instalar o chuveiro elétrico, é importante que a instalação seja feita de maneira correta, com o fio terra do equipamento conectado diretamente ao aterramento da residência.

Para o Diretor Técnico da distribuidora, Marco César Oliveira, o mais importante é a conscientização. “Além de colocar as dicas em prática, existem normas técnicas que orientam sobre os cuidados durante o uso e reparo das instalações elétricas. Destaque para as NBRs 5410 – Instalação Interna de Baixa Tensão e 5419 – Sistema de Proteção Contra Descarga Elétrica, que estão disponíveis e podem ser consultadas na Internet”, conclui.

*Fonte: assessoria de imprensa da DME Distribuição