Duas mulheres, de 18 e 44 anos, foram presas suspeitas de tráfico de drogas e de aliciar um menor, de 15 anos, para o crime. A Polícia Militar chegou até os três após diversas denúncias anônimas.

Materiais foram apreendidos e encaminhados à delegacia (foto:PM)

De acordo com a PM, por mais de uma vez, o Disque Denúncia Unificado (DDU) recebeu informações sobre a ocorrência de tráfico em uma residência de fundos na rua Arthur Noronha, bairro Cascatinha e que nesta terça-feira (19) uma pessoa, que não quis se identificar por medo de represálias, procurou a polícia.

As informações eram precisas e relatavam a comercialização de drogas por duas mulheres e um rapaz. Com base nas informações, equipes do Tático Móvel e da Ronda Ostensiva com Cães (ROCCA) foram para a região e após observar a movimentação na casa, invadiram.

Publicidade

O primeiro a ser abordado foi o adolescente, que estava na entrada do imóvel, contando dinheiro. Com ele foram encontrados 10 pedras de crack e R$ 736,00 em dinheiro, além de um celular e o documento de um veículo.

De forma simultânea foi abordada a mulher de 18 anos e a de 44 anos, no corredor da casa. No armário da cozinha os militares encontraram mais 52 pedras de crack, R$ 75,60 em dinheiro e um prato com uma gillette, com vestígios de crack e vários saquinhos, comumente utilizado por traficantes para empacotar as pedras de crack para o comércio. Ainda no armário os policiais encontraram duas pedras brutas de crack. Na sala foram apreendidos cinco celulares.

A mulher de 18 anos confessou o crime e indicou aos policiais que  ainda havia na casa duas sacolas com buchas de maconha. Ela ainda pontuou que vem trabalhando nisso há cerca de um ano, junto dos demais abordados.

Na casa do adolescente, mais precisamente no quarto dele, o cão farejador encontrou ainda mais 150 pedras de crack.

As duas mulheres foram presas e o adolescente apreendido, sendo encaminhados à delegacia, juntamente com as drogas.

Publicidade