Publicidade
Homicídio aconteceu em agosto de 2016

O julgamento de Guilherme Augusto Souza dos Reis e Thalison de Souza terminou por volta das 21h de quinta-feira (10), em Poços de Caldas. Os dois estavam presos desde agosto de 2016, quando mataram o adolescente Daniel Guilherme Rodrigues, de 16 anos.

Eles foram julgados por júri popular e a sentença determinou 19 anos e 10 meses para Guilherme e 15 anos para Thalison, ambos em regime fechado. Além do homicídio triplamente qualificado, três anos da pena de Guilherme são referentes a furto.

O corpo de Daniel foi encontrado na Rodovia do Contorno, perto do Jardim Aeroporto, por um pescador. Havia 39 perfurações, além do crânio estar amassado. O crime teria acontecido após o grupo usar drogas e decidir furtar um carro. A execução aconteceu devido a um desentendimento entre os três. Guilherme seria responsável pelas tesouradas e Thalison pela pedrada na cabeça da vítima.