A Delegacia da Receita Federal em Poços de Caldas destruiu 45 toneladas de mercadorias apreendidas, em sua maioria cigarros de origem estrangeira, além de cds, dvds, bebidas, tênis, receptores, perfumes e outros cosméticos. A destruição foi realizada na cidade de Paulínia (SP), entre os dias 18 e 20 de dezembro. O valor total das mercadorias destruídas está estimado em R$ 7,8 milhões.

Mercadorias foram apreendidas em Poços e Varginha (foto: Receita Federal)

O delegado da Receita Federal em Poços de Caldas, auditor-fiscal, Michel Lopes Teodoro, explica que “além de se tratar de produtos que entraram no país sem o devido recolhimento de tributos, eles causam malefícios à saúde, já que não seguem as determinações de controle sanitário da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), podendo conter substâncias de uso proibido no país”.

Os cigarros e mercadorias foram apreendidos em operações de fiscalização realizadas pela Receita Federal e Polícia Rodoviária Federal nas regiões de Poços de Caldas e Varginha no decorrer de 2018.