Publicidade

Um cachorro foi morto na Zona Sul na última quinta-feira (21). O caso ganhou as redes sociais, gerando revolta da população. Protetores de animais foram até o local do crime e acionaram a polícia. A responsável pelos maus tratos foi identificada e vai responder pelo crime.

De acordo com a Polícia Militar, era pouco mais de 20h quando eles foram acionados para a ocorrência no bairro Jardim Kennedy II. Lá os militares foram informados pela dona do cachorro, de 67 anos, que ela saiu de casa por volta das 10h, na companhia de seu marido, para um tratamento de saúde e deixou o cachorro amarrado a uma corrente, com aproximadamente dois metros.

A idosa teria voltado pouco antes das 13h e viu que o animal tinha tentado pular o muro da casa e acabou a enroscando a corrente no cordão do varal, tendo se asfixiado e morrido.

Vizinhos alegaram que ouviram o cachorro gritar, mas quando chegaram para socorre-lo, ele já estava sem vida.

Diante da comoção popular e da possibilidade da idosa ter praticado maus tratos ao animal, os militares a conduziram para o registro da ocorrência. Por se tratar de crime de menor potencial ofensivo, foi lavrado o Termo Circunstanciado de Ocorrência,  e a autora foi liberada após se comprometer a comparecer no Juizado Especial. A denúncia de maus-tratos é legitimada pelo Art. 32, da Lei Federal nº. 9.605, de 12.02.1998 (Lei de Crimes Ambientais) e pela Constituição Federal Brasileira, de 05 de outubro de 1988.

 

Publicidade