Publicidade

A Polícia Civil desmontou e destruiu, nesta quarta-feira (11), oito máquinas caça-níqueis que foram apreendidas em 2016, na área central de Poços. De acordo com a delegada responsável pelo inquérito, Juliane Emiko, os aparelhos foram apreendidos após denúncias anônimas e agora foi autorizada  a destruição das máquinas, após os casos terem sido julgados.

A destruição das máquinas foi realizada na Garagem Municipal  e foi acompanhada por policiais e pela própria delegada. O material eletrônico que pode ser reaproveitado foi retirado das máquinas e encaminhado à reciclagem.

Destruição garante que os equipamentos não sejam utilizados novamente (fotos: TV Poços)

“Os jogos de azar são um tipo de delito que as pessoas não dão muita importância, mas eles influenciam e viciam. Em muitos dos casos eles estão envolvidos com corrupção. É importante ainda que a população consciente denuncie este tipo de crime para que a polícia possa agir”, pontua a delegada.

Publicidade

A delegada ressaltou que a autora que mantinha as máquinas responde a dois processos, o de 2016 e outro de 2012, em razão da mesma contravenção.

Após a destruição o lixo foi recolhido por equipes da prefeitura e encaminhado ao aterro sanitário.

O caso

Caça-níqueis estavam em funcionamento quando foram apreendidas (foto: Mariana Negrini)

Em junho de 2016 a polícia desencadeou uma operação para verificar denúncias da existência de jogos de azar, aos fundos de uma loteria, na rua Rio Grande do Sul. Quando os investigadores chegaram ao local, encontraram oito maáquinas, ligadas e prontas para serem usadas.

Uma mulher, à época com 45 anos, foi encaminhada à delegacia e indiciada por contravenção penal, uma vez que os equipamentos são ilegais, não sendo objetos de jogos legítimos.

Publicidade