segunda-feira , 15 Janeiro 2018
Super Seeg

Festa termina com tiros, agressão e atropelamento

Polícia Militar encaminhou seis vítimas e quatro presos para a delegacia


A saída de uma festa terminou com tiros, agressão e atropelamento na madrugada desta sexta-feira(12). De acordo com o que foi relatado pelas vítimas, uma discussão boba por causa de um comentário sobre uma camisa de futebol, usada por um dos suspeitos, acabou gerando toda a confusão.

De acordo com a Polícia Militar, eles foram até a Santa Casa após serem informados de um caso de agressão e disparos de arma de fogo, nas proximidades do hospital, e que as vítimas estariam lá. Os policiais encontraram um rapaz, que contou que estava em uma festa em um restaurante, e que quando se dirigia até seu carro estacionado na rua Piauí, dois rapazes e uma moça passaram a discutir com quatro garotas. No momento em que ele  tentou apaziguar, outros rapazes chegaram em um carro, se juntaram ao trio e passaram a agredir a todos.

Com o fim das agressões, as seis vítimas caminharam em direção ao carro de uma delas  e os autores entraram em dois veículos, um  I30 e um Chevette, e aceleraram em direção às vítimas, sendo algumas atingidos.

As vítimas procuraram socorro para uma das jovens na Santa Casa, já que ela estava com um corte. Quando aguardavam atendimento, os dois rapazes e a moça que teriam começado a confusão foram até o hospital e começaram a xingar e chamar pelo nome de uma das feridas. Um dos homens estava com uma arma cromada, provavelmente uma pistola calibre 40, e efetuou um disparo para cima e três em direção às vítimas, mas o grupo conseguiu se esconder atrás de um carro e não se foram atingidos. Ao chegar no local a PM recolheu três munições deflagradas no chão.

Motivação

Segundo o sargento Elizeu Felipe, a confusão teria se iniciado quando uma das jovens  fez  um comentário sobre a camiseta de time usada por um dos rapazes. A namorada dele teria se irritado e partido para a agressão.

A polícia ainda não sabe porque o grupo do segundo carro teria se unido às agressões.

Autores

Com o relato das vítimas, os militares saíram em diligências localizando o veículo I30 e seus quatro ocupantes. Os suspeitos negaram que tenham participado das agressões e disseram que estavam trabalhando na hora do ocorrido.

O dono do carro disse que emprestou o veículo a um dos suspeitos, por volta das 18h30 do dia anterior, e que o estava levando-o de volta, quando foi abordado e informado da confusão, mas que ele não sabia de nada. Os quatro foram conduzidos para a delegacia.

Quando os militares chegaram à delegacia, a mulher que teria iniciado a confusão  já estava lá, sem o responsável pelos disparos de arma de fogo.

Com isso, quatro pessoas foram detidas por suspeita de tentativa de homicídio contra seis pessoas. O dono do veículo I30 foi à delegacia para prestar esclarecimentos, mas não foi preso.

 

SuperVale

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.