segunda-feira , 18 dezembro 2017
Super Seeg

Grupo mata homem e rouba R$ 3 mil

Dinheiro foi usado para comprar roupas e perfumes, segundo um dos acusados. Suspeitos foram presos pela Polícia Militar de Poços de Caldas.


Um assalto terminou com a morte de um homem de 58 anos. O crime começou em Botelhos (MG), quando a vítima comemorava a venda de um estabelecimento, chamando a atenção dos autores, que se aproximaram e a convenceram a vir para Poços de Caldas.

No caminho eles mataram o homem com pedradas e o abandonaram em na avenida José Bianucci, em Poços de Caldas. A polícia soube do crime e conseguiu deter os suspeitos em Boa Esperança (MG).

Vítima foi morta com pedradas (foto: divulgação)

De acordo com a Polícia Militar, todo o enredo do crime começou a ser descoberto quando o destacamento de polícia de Bandeira do Sul comunicou à companhia de Poços de Caldas sobre a localização de um carro, um Fiat Uno, placas HFO-5847, abandonado na Zona Rural. Segundo uma testemunha o carro tinha algumas avarias, provavelmente de um acidente, e teria sido deixado no local durante a madrugada, por quatro jovens.

Os militares foram para o local e descobriram que o carro pertencia a José Augusto da Silva, de 58 anos, morador de Botelhos. Havia sangue no porta-malas. Foi feito contato com a irmã de José Augusto, que contou que seu irmão estava desaparecido desde a madrugada e havia sido visto pela última vez em um bar de Botelhos.

Desconfiados, os militares foram até o bar, onde ficaram sabendo que José Augusto realmente esteve lá, até o início da madrugada, comemorando a venda de um estabelecimento. Ele tinha muito dinheiro e ostentava o montante a outras pessoas, acompanhado de uma mulher.

A partir das características e levantamentos foi possível saber a vítima havia sido levada por três mulheres e um rapaz, que circularam entre os municípios de Poços de Caldas, Bandeira do Sul, Botelhos, Alfenas, Campos Gerais e Boa Esperança.

Além dos três presos, PM apreendeu uma adolescente de 16 anos (foto: Polícia Militar).

Nesta última cidade havia a informação de que eles estariam em um hotel. A polícia foi até lá e acabou localizando e prendendo Karoline de Cássia Zanetti, Igor Silva Costa, Jenifer Camila da Silva e uma adolescente de 16 anos. Eles são acusados de latrocínio (roubo seguido de morte) e ocultação de cadáver.

O crime

Ao ser preso Igor confessou todo o crime e deu detalhes da participação de cada um dos envolvidos. Ele contou que o grupo estava consumindo bebidas com a vítima, em uma várzea na beira da estrada da Fazenda Santo Antonio, Zona Rural de Botelhos, e incentivou José Augusto a ir com todos para Poços de Caldas. No caminho, Karoline, que estava no banco de trás, aplicou à vítima uma “gravata”, ao mesmo tempo que gritava “perdeu, perdeu!”.

Ele e Karoline retiraram José Augusto do carro e o espancaram, inclusive com pedradas, e o mataram antes de roubar todo o dinheiro, aproximadamente R$ 3 mil. O grupo ainda perdeu o controle do veículo e abandonou o carro no caminho para Botelhos. Para continuar a fuga, foi chamado um táxi.

Igor disse ainda que o dinheiro foi usado para comprar roupas, perfumes, pagar táxi e se hospedarem em hotéis, restando cerca de R$ 500.

Localização do corpo

Com as informações de Igor a polícia foi para o local onde o corpo estaria.  José Augusto tinha várias marcas de agressão. A perícia foi acionada e o corpo encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

SuperVale

1 Comentário

  1. José Tadeu barros

    Matéria perfeita. Parabéns!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.