sexta-feira , 21 julho 2017
Tati Morais

Receptadores são presos e materiais recuperados

Maioria dos produtos pertencia a uma fábrica de doces.


Dois receptadores foram presos pela Polícia Civil na manhã desta sexta-feira (14). Com eles foram recuperados várias materiais, em especial objetos furtados de uma fábrica de doces.

Segundo a Polícia Civil, na última quarta-feira (12), eles foram informados do furto em uma fábrica de doces no bairro Quisisana. Foram iniciados os levantamentos e, na manhã desta sexta-feira, com informações sobre o possível paradeiro dos objetos, foi desencadeada uma operação. “Em contato com informantes e também investigando suspeitos que atuam naquela área, conseguimos identificar que os produtos furtados estariam em uma oficina mecânica, no bairro São José. Nesta manhã, nos deslocamos até esse local e recuperamos grande parte dos objetos, dentre eles, alguns botijões de gás”, explica o delegado, Cleyson Rodrigo Brene.

Na oficina, Carlos Roberto de Melo, de 47 anos, foi preso por receptação, ele informou que havia guardado os objetos para um colega, o moto-taxista Luiz Gustavo dos Santos, de 43. Na casa da namorada do segundo suspeito, no mesmo bairro, os policiais encontraram o restante do material subtraído.

Santos e Melo foram presos por receptação. (Foto: Mariana Negrini)

Os policiais ainda recolheram alguns materiais suspeitos, baterias e extensões, que não pertencem à fábrica, agora serão realizadas mais investigações para saber se eles também são produtos de furto.

Embora Melo tenha negado à imprensa que sabia da origem dos produtos, Brene afirma que nas investigações foram colhidas informações de que ele tinha, sim, conhecimento e estava, inclusive, vendendo esse material.

Já Santos confirma a receptação dos produtos, mas não fala quanto pagou por eles, nem quem os vendeu. “Agora que conseguimos recuperar os materiais vamos focar em identificar o autor ou autores dos furtos. Já descartamos a possibilidade dos dois presos estarem envolvidos na ação”, pontua.

As investigações contaram ainda com os investigadores Sinval, Nicole, Filipe e Clayton.

Alguns objetos ainda aguardam identificação.

 

App Poços Já

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.