quinta-feira , 14 dezembro 2017
Super Seeg

Prejuízo causado por incêndio é de mais de R$ 1 mi

Vídeo mostra as primeiras faíscas saindo da fiação elétrica.


Estrutura está condenada (Foto: Diogo Lira)

O prejuízo deixado por um incêndio em uma loja de som automotivo na madrugada desta terça-feira (30) supera R$ 1 milhão, segundo o proprietário. Os bombeiros ainda trabalham na retirada de materiais para poder demolir o telhado.

O dono, Márcio Roberto dos Reis, conta que na semana passada fez uma avaliação de seu estoque, quando concluiu o valor. Além disso, ainda há danos com móveis, estrutura, documentos e equipamentos. “Foi entre um e dois milhões, porque só de estoque já era muita coisa. Na última reforma eu gastei mais de R$ 150 mil, a loja estava perfeita, mas tudo tem um propósito”, se conforma.

Dono do carro danificado e da loja acertam detalhes para a reparação do dano.

O dono do veículo que estava dentro do estabelecimento compareceu no local pela manhã. Ele combinou com Márcio, que se comprometeu a arcar com os custos, o encaminhamento do carro para reparo.

O proprietário soube do incêndio logo no início, após o alarme ser acionado. Ele ligou no mototaxi em frente ao comércio para saber o que estava acontecendo.“Em três minutos cheguei na loja com um extintor na mão, mas o fogo já estava alto, não tinha como fazer nada, não me deixaram entrar e não ia adiantar”, relata.

Curto circuito teria atingido fiação.

No vídeo registrado por populares (disponível ao final da matéria) é possível ver o início das chamas na fiação elétrica do lado de fora da loja. As faíscas acabam caindo em partes que se queimam facilmente, provocando o incêndio.

Perícia técnica

Um perito de Poços esteve no local e fez a primeira avaliação, para apontar a causa. No entanto, um protocolo pericial determina que, em casos como este, um perito com especialização seja encaminhado. O profissional de Belo Horizonte será oficiado para o deslocamento. Após os trabalhos, ele tem até 30 dias para emitir o laudo.

Bombeiros continuam no local

Com o fim do incêndio, os bombeiros permanecem no local. Cerca de 20 profissionais atuam no caso e aproximadamente 25 mil litros de água foram gastos.

Capitão explica que trabalhos continuam em razão da segurança.

“Basicamente o trabalho feito pela manhã e tarde é para a segurança da edificação, para que se possa fazer a retirada dos materiais e limpar. O segundo piso é de madeira e todo o estoque estava lá, ele cedeu e existe uma carga no que sobrou. Para não haver outros acidentes, estamos fazendo a limpeza para demolir o piso”, explica o capitão Wenderson Marcelino.

Interdição

A Defesa Civil decretou pela interdição do imóvel. “A estrutura está condenada, a área está sendo interditada e quando da finalização dos trabalhos dos bombeiros iremos acompanhar os serviços a serem realizados pelo proprietário da loja”, explica Mauro Barbosa Filho.

Mauro explica que permanecer dentro da edificação é perigoso e que há riscos de queda da estrutura metálica. Não houve ainda registro de danos aos imóveis vizinhos. Uma analise mais profunda deve ser realizada.

 

SuperVale

1 Comentário

  1. Parabéns pela matéria Mariana Negrini.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.