sexta-feira , 22 setembro 2017
Tati Morais

Sacos de pão distribuídos nas padarias estampam a bacia hidrográfica de Poços

Projeto é realização do grupo ‘A Cidade que Engole Rios’ e pretende conscientizar a população sobre os rios que percorrem a cidade.


Sacos de pão já estão disponíveis em padarias e supermercados da cidade (foto: divulgação).

Desde o início deste mês os sacos de pão de algumas padarias da cidade estão com um desenho diferente. O grupo ‘A Cidade que Engole Rios’ estampou o mapa de toda a bacia hidrográfica de Poços nas embalagens. A atitude acompanha as várias ações que o movimento promove para que a população tenha conhecimento dos rios e córregos que a cidade ‘engole’.

A ideia surgiu em um dos encontros do grupo. “O pão está na casa das pessoas todos os dias. Queremos disseminar o mapa hídrico da cidade, para que elas possam conhecê-lo, só assim teremos consciência da importância de preservá-los”, explica o participante do grupo, Dayron Teixeira Magalhães.

Adriana Rocha Araújo, da empresa Sanvel, foi uma das empresárias que apoiou o projeto. “Todos temos nosso papel na sociedade, o grupo teve uma ideia ótima e eu pude ajudar. Ao mesmo tempo, também passei a conhecer mais sobre Poços e suas águas”, confessa.

O objetivo do mapa no papel de pão é educar e conscientizar. Levar as pessoas a começar a olhar a cidade através das águas. “O mapa poderá ser utilizado nas escolas e universidades de toda a cidade. Assim ele não será simplesmente um papel de carregar os pães, e sim um mapa que, após carregar os pães, possa ser explorado de várias formas como um material didático”, explica Maria Carolina Nassif, outra integrante do grupo.

O mapa será disponibilizado gratuitamente para impressão a qualquer interessado. Para Dalmoni Lydijusse, o trabalho de educação patrimonial precisa fazer parte da vida dos cidadãos. “A arte pode provocar, alterar. Um simples objeto, esse saco de papel de pão, esse tipo de ação, nos permite imaginar que é possível atuar como cidadão. É possível erguer as mangas e discutir: que cidade queremos? Que paisagem vamos deixar como cidade às próximas gerações?”, indaga.

Os sacos de pão foram patrocinados por mais de 40 empresários de Poços, sem essa ajuda, o grupo não conseguiria levar a ideia a diante. Foram produzidos 30 mil sacos de pão com o mapa da bacia hidrográfica e o nome dos patrocinadores. Os sacos podem ser encontrados em várias padarias da cidade.

O grupo

 

O Grupo A Cidade Que Engole Rios é formado por arquitetos, urbanistas, ambientalistas, educadores, artistas e outros profissionais que se uniram com o objetivo de discutir os rumos urbanísticos da cidade após a enchente de janeiro de 2016 e causou danos consideráveis a imóveis, veículos e mercadorias de lojas.

A tempestade, que durou aproximadamente uma hora e inundou as principais ruas do Centro, evidenciou um problema não apenas de Poços de Caldas, mas de várias cidades brasileiras, as construções por cima dos rios. Para o grupo, essas construções acabam por não acomodar a vazão da água, visto que as margens e a superfície estão ocupadas por essas construções.

Onde você encontra os mapas:

Publicidade

Art Pão – Rua Peru (Jd. Quisisana)

Café Pão de Queijo – Rua Paraíba (Centro)

Fiorela – Avenida Francisco Salles (Centro)

Ki Sabor – Avenida Espanha (Parque das Nações)

Maeda’s – Avenida Antônio Carlos (Cascatinha)

Mais Sabor – Avenida Professora Magda Pinto Amarante (Jardim Hortência)

Morumbi – Rua Brasílio de Oliveira Valim (Morumbi)

Nosso Pão – Rua Junqueiras e Assis Figueiredo (Centro)

Nova Primavera – Rua Teodoro Stein Sobrinho (Jardim Primavera)

Saborella – (Cascatinha)

Supermercado Arco íris – Rua Paissandú (Dom Bosco)

Fonte: Assessoria de Imprensa.

App Poços Já

1 Comentário

  1. Quero entrar em contato com o grupo que realiza este trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.