Publicidade

Um árbitro de 66 anos foi agredido no Ginásio Poliesportivo Juca Cobra na noite de terça-feira (25), durante uma partida de futebol. As agressões foram motivadas por uma expulsão.

Segundo a Polícia Militar, o Guarani disputava uma partida no ginásio, quando o árbitro José Ramos Gomes Filho expulsou um dos jogadores, o que começou a confusão. O primeiro a se manifestar insatisfeito com o juiz foi o diretor do Guarani, conhecido como Natalino, que o agrediu com um chute pelas costas.

A vítima disse que o jogador expulso já tinha deixado a quadra e acabou retornando para tentar agredi-lo, momento em que parte da torcida do time invadiu a quadra e também tentou bater no juiz.

Publicidade

Antes mesmo da chegada da polícia, os autores das agressões foram embora. A partida foi cancelada, assim como a que ocorreria em seguida. Os árbitros foram escoltados pela polícia até seus carros.

Outra versão

O diretor do Guarani procurou o Poços Já para falar sobre o assunto, na quinta-feira (28). Ele confirmou que invadiu a quadra, mas negou ter agredido o juiz. Natalino ainda reclamou dos árbitros escolhidos para as partidas que, segundo ele, não são adequados. A reclamação é que o juiz estava favorecendo o time adversário.

Publicidade