Publicidade

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais concedeu habeas corpus aos médicos Celso Roberto Frasson Scaffi e Cláudio Roberto Carneiro Fernandes, condenados em primeira instância no Caso Pavesi. A decisão ocorreu nesta sexta-feira (7).

Ainda não há definição quanto ao momento em que os réus serão liberados. Eles estão presos desde o dia seis de fevereiro. A sentença do juiz da Primeira Vara Criminal, Narciso Alvarenga,  também condena o anestesista Sérgio Poli Gaspar, que está foragido. Os médicos são acusados de terem feito a retirada irregular dos órgãos do menino Paulo Pavesi, no ano 2000.

Publicidade