Publicidade
Prefeitura de Poços de Caldas
Publicidade
Prefeitura de Poços de Caldas
Publicidade
Prefeitura de Poços de Caldas
Publicidade
Prefeitura de Poços de Caldas
Publicidade

Após participar de um processo seletivo com mais de sete mil inscrições, o vereador Lucas Arruda (Rede) foi escolhido para fazer parte da Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (Raps). Ao lado de políticos de diversas cidades do país, ele irá compor o quadro de Líderes Raps, que têm como missão contribuir para o aperfeiçoamento do processo de identificação e formação de lideranças políticas no Brasil, com base nos princípios e valores da ética, transparência, sustentabilidade e participação popular.

A Rede de Ação Política pela Sustentabilidade foi fundada em maio de 2012 e, segundo informações da própria organização, tem como missão contribuir para a melhoria da qualidade da democracia brasileira, mediante a atração, seleção, formação, apoio e monitoramento de lideranças políticas, com e sem mandatos eletivos, comprometidas com os princípios já elencados. Além disso, a Raps destaca que o propósito é preparar os líderes para enfrentarem alguns dos principais desafios econômicos, ambientais e sociais do país, incorporando a sustentabilidade em seus projetos e ações.

Vereador participou de processo seletivo com mais de sete mil inscritos (foto: divulgação)

Lucas Arruda conta como foi o processo para se tornar um líder Raps e destaca que essa escolha é bastante positiva para o trabalho do seu mandato. “É uma organização que visa conectar políticos que têm uma atuação nessas questões que envolvem a transparência, a sustentabilidade e a ética. Fico muito feliz, porque o processo desse ano foi o que o obteve mais inscritos desde sua fundação, foram 7030 em todo o país. Tivemos várias etapas, primeiro com a inscrição, depois com o preenchimento de um formulário, já apresentando nessa fase a forma de trabalho, como ele se desenvolve na cidade. Depois, tivemos a gravação de um vídeo mostrando a atuação no município e posteriormente a etapa de entrevista, quando a Raps poderia aprofundar os temas que apontam como questões básicas. Foram 99 contemplados no Brasil todo e apenas 10 no estado de Minas Gerais”, comenta.

O vereador ressalta, ainda, que faz questão de compartilhar essa conquista com todas as pessoas envolvidas no trabalho de seu mandato. “O meu mandato é participativo e procuramos sempre estar próximos da população, ouvindo os anseios para poder encaminhar de forma mais assertiva todas as demandas. O objetivo é construir propostas que sejam, realmente, os anseios da comunidade. Termos essa interação bastante ampla ajudou muito em todo o processo”, conclui.