Publicidade

O prefeito Sérgio Azevedo recuou e vai rever 9.262 carnês de IPTU. A decisão vai afetar apenas 10% dos imóveis, ou seja, apenas aqueles que fizeram transações imobiliárias em 2018. Segundo o administrador, a decisão foi tomada após o pedido de autoridades e da população afetada.

A decisão foi anunciada nesta terça-feira (9) em coletiva de imprensa no gabinete, onde Sergio explicou que recebeu um apelo da Câmara, bem como de contribuintes e entidades de classe, para que a situação fosse repensada. “Temos que ter humildade suficiente para acertamos o máximo possível e depois de muita conversa nós decidimos repensar, em relação ao ITBI lançado no IPTU e em relação ao novo valor do metro quadrado lançado no IPTU, e iremos retomar ao modo antigo. É importante lembrar que quando fizemos isso a ideia era não prejudicar ninguém, por isso escolhemos fazer as mudanças apenas nos dois casos citados”, explicou.

Anúncio foi feito durante coletiva (fotos:Mariana Negrini)

A questão atinge pouco mais de 10% dos 88.881 imóveis. Os contribuintes vão receber novos carnês em casa, mas a orientação é que se faça o pagamento da primeira parcela para não gerar juros e multa nos casos em que a decisão não atingir o imóvel. Depois, caso o imóvel se enquadre, será possível pedir a restituição dos valores ou abatimento nas demais parcelas.

Uma lista com o número dos carnês vai ser disponibilizada no site da prefeitura nos próximos dias, mas o contribuinte que quiser poderá procurar a Secretaria de Fazenda para pedir a revisão dos valores, em qualquer caso.