Publicidade
Crianças fazem piquenique na área verde do centro educacional (foto: divulgação)

Poços de Caldas agora tem uma nova escola de educação infantil, a Dom Pimpolho. Localizada no Centro, propõe que as crianças tenham desenvolvimento, afeto, contato com a natureza, alimentação saudável e diversão, além de estar preparada para receber alunos especiais com carinho e atenção. Outro aspecto importante é a mensalidade. Segundo a diretora, Letícia Sucena Ribeiro, é o melhor custo-benefício.

Tudo isso só foi possível porque Letícia, que tem vasta formação na área de administração de empresas (pós-graduação em gestão estratégica de negócios e especialização em administração e qualidade), sentiu na pele a dificuldade de conseguir uma escola boa e acessível para a própria filha. Ela não concordava com os valores absurdos, próximos ao custo de faculdades particulares, assim como entendia que a qualidade do serviço era incompatível com o preço. Para mudar esse cenário, Letícia e o sócio, o investidor Lucas Sucena Ribeiro, criaram a Dom Pimpolho.

Colônia de férias segue até dia 18 (foto: João Araújo/Poços Já)

O horário de funcionamento é mais um diferencial: das 6h30 às 19h. A colônia de férias segue até dia 18 e as matrículas também estão abertas para o período letivo, que começa em 21 de janeiro. Podem participar da colônia crianças de quatro meses a 12 anos. Já para o ano letivo, são atendidas de quatro meses a cinco anos. Quem se interessar pelo contraturno escolar pode matricular os filhos de até 12 anos. Nesses horários, há atividades direcionadas e ajuda no dever de casa, entre outras propostas. A escola fica na rua Barão do Campo Místico, 771. Mais informações pelo telefone (35) 3712-1529.

Metodologia

A Dom Pimpolho conversa com a abordagem pikleriana, além de mesclar os métodos Montessoriano e Waldorf na educação dos pequenos. O primeiro cria ambientes em que a criança é independente, na medida do possível, com tudo que precisa ao seu alcance. “Não tem carrinho, nem bebê conforto. A gente oferece bastante colinho, amor e carinho, para criar esse vínculo afetivo”, resume a diretora.

Empresária criou a Dom Pimpolho devido à experiência como mãe (foto: João Araújo/Poços Já)

Letícia ainda explica que, quanto à aplicação do método Emmi Pikler, o mais importante é tratar o aluno como pessoa. Por exemplo, pedir licença ao tocar na criança para assoar o nariz ou lavar as mãos é importante para criar autonomia.

“Esses métodos formam adultos bem resolvidos em todos os aspectos. Deixamos o brincar e o desenvolver livres, sem o uso de objetos estruturados, mas sim estimulando a imaginação. Isso reflete no futuro, com pessoas de sucesso, criativas e concentradas”, explica Letícia.

Inclusão

Filha da diretora com Gian Carlo, aluno especial

Outro ponto positivo da Dom Pimpolho é o preparo para receber alunos especiais. Exemplo disso é o Gian Carlo Gomes Araújo, de oito anos, que tem síndrome de down. A diretora explica que receber essas crianças é um prazer, ao contrário do que acontece em outros locais. Inclusive, há uma professora capacitada como cuidadora de crianças especiais.

A mãe de Gian, Clara Andrea Gomes, é só elogios. “Estou muito feliz com a escola. Meu filho, a cada dia que passa, está mais desenvolvido e contente. Eu só tenho a agradecer. Muito obrigada a toda equipe Dom Pimpolho”, comenta a mãe.

Contato com a natureza e alimentação saudável

Espaço tem árvores frutíferas (foto: João Araújo/Poços Já)

A casa tem uma área verde com várias árvores frutíferas, onde fica o parquinho. O espaço com pedras de argila ainda possibilita um trabalho terapêutico e sensorial com os bebês.

A alimentação tem apenas produtos orgânicos, com acompanhamento de nutricionista. O cardápio é enviado semanalmente para os pais.

Serviço

Centro Educacional Dom Pimpolho

Rua Barão do Campo Místico, 771, Centro de Poços de Caldas

Telefone: (35) 3712-1529

Facebook: facebook.com/dompimpolho

Publicidade