Publicidade

Quando o assunto é produzir material relevante tudo precisa ser levado em consideração. Isso porque, se a ideia publicitária não for adaptável em diversos formatos de mídia, é provável que ela não funcione.

Por mais que seja boa e criativa, se não falar com o público nas plataformas onde ele se encontra e na dose certa, ela se tornará invisível em meio a tantas outras campanhas e empresas tentando se fortalecer em um mercado tão concorrido.

Mais do que reproduzir uma ideia, é necessário que cada peça publicitária seja produzida individualmente para cada meio de comunicação. Se isso for feito levando em consideração as linguagens e diferentes comportamentos de audiência os riscos de que a propaganda se torne chata e repetitiva caem para zero e os riscos de que ela não seja entendida por estar em outro meio de comunicação, com peculiaridades e público específico, também passam a ser inexistentes.

É importante entender que uma ideia publicitária não é apenas uma ideia. Ela é reflexo de um estudo. Um estudo de aplicabilidade, público alvo, intenção, possibilidade de repercussão e até mesmo o estabelecimento de uma nova identidade para a marca ou empresa e por isso precisa ser pensada com cuidado.

Quando se trata de propaganda é preciso pensar não só em uma ideia que alcance o público, mas em um planejamento de marketing integrado e comunicação para que os resultados alcancem esperado. O planejamento de marketing ajudará a planejar o caminho que a ideia deve percorrer para que enfim alcance a linha de chegada antes dos concorrentes.

O valor de uma ideia envolve a oportunidade de conseguir gerar impacto positivo para a campanha, como emoção, conhecimento da marca além de vendas. Uma ideia bem aplicada pode gerar engajamento, empatia com o cliente, paixão pela marca e também lucro. Não custa relembrar: preço por preço, o cliente vai ficar sempre com o menor e vai te trocar na próxima promoção. Aquele que tem associações positivas construídas por um bom relacionamento de comunicação vai pensar na relação de custo e benefício.

*Adinan Nogueira é publicitário, formado pela FAAP, mestre e professor universitário, diretor da Agência Cervantes e doutorando em Ciências da Comunicação pela Universidade Lusófona em Lisboa, Portugal.

Publicidade
Davison Advogado