Publicidade

O vice-governador de Minas Gerais, Antonio Andrade (MDB), foi preso na manhã desta sexta-feira (9), pela Polícia Federal. Ele estava na cidade de Vazante, noroeste do estado, e é alvo da Operação Capitu, que faz parte da Lava-Jato.

Antonio Andrade foi ministro da Agricultura em 2013 e 2014 (foto: internet)

Andrade é acusado de participar de uma organização criminosa em 2013 e 2014, período em que foi ministro da Agricultura. Estão sendo cumpridos 63 mandados de busca e apreensão e 19 de prisão temporária.

A operação acontece também no Distrito Federal, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba e Mato Grosso. O grupo acusado é formado por servidores, políticos do MDB, empresários e executivos da JBS.

 

A organização criminosa atuava na Câmara dos Deputados e no Ministério da Agricultura e era formada por servidores, políticos do MDB, empresários e executivos da JBS, além de uma grande rede de supermercados de Belo Horizonte.

“Esse grupo dependia de normatizações e licenciamentos do MAPA e teria passado a pagar propina a funcionários do alto escalão do Ministério em troca de atos de ofício, que proporcionariam ao grupo a eliminação da concorrência e de entraves à atividade econômica, possibilitando a constituição de um monopólio de mercado”, explica a Polícia Federal.

Publicidade
Davison Advogado