Publicidade
Davison Advogado

É provável que você tenha sido bombardeado centenas de vezes pela palavra feminismo nos últimos meses. Muitas pessoas não se identificam com esse movimento por achar que é o oposto do machismo, ou então, associar aos protestos radicais de alguns grupos de mulheres. Mas o importante é entender que o movimento feminista é necessário e a mensagem é simples: as mulheres querem ser ouvidas, respeitadas e tratadas como iguais. 

Infelizmente, a maioria das pessoas só entende a verdadeira importância de lutar pelos direitos das mulheres, quando algo de muito grave acontece com alguma amiga, ou alguém da sua família. 

Felizmente, a consciência da sociedade tem mudado, mas, na prática, pouca coisa mudou. A estrutura social patriarcal ainda é marcante no Brasil. Esse novo ver começa dentro da gente, no nosso âmbito familiar, na educação das nossas crianças ou nosso dia a dia. A mudança já começou e é inevitável. Agora é hora de perceber o novo perfil da mulher moderna, aceitá-la e acompanhá-la.  

Feminismo não é vingança, não é ressentimento e não é ódio. É simplesmente querer um mundo de igualdade e respeito entre homens e mulheres.

*Aline Ambrogi é médica veterinária e fundadora da ONG Carol Sanches