O prefeito Sérgio Azevedo (PSDB) voltou atrás e enviou um ofício à Câmara dos Vereadores no final da tarde de terça-feira (29) solicitando a retirada de tramitação do projeto de lei que autoriza o Executivo a contratar operação de crédito com o Banco do Brasil, em um montante de até R$ 10 milhões. A alegação para retirada é que serão feitos novos estudos sobre a pauta.

O projeto causou movimentação nas redes sociais, já que entre os investimentos listados no documento está a aquisição, no valor de R$ 4,5 milhões, de softwares e equipamentos de informática para a realização de recadastramento imobiliário, levantamento aerofotogramétrico e atualização da planta de valores genéricos, o que viabilizaria, após estudo, a correção dos valores do IPTU.

No montante de R$ 10 milhões está também o investimento em aquisição de máquinas e equipamentos para infraestrutura viária e mobilidade urbana, além da compra de ambulâncias.