quarta-feira , 18 Abril 2018
Últimas Notícias
Prefeitura

Pré-candidato a deputado, Mosconi deixa Secretaria de Saúde

Flávio Togni, que era secretário adjunto, assume a pasta


O prefeito Sérgio Azevedo anunciou, em coletiva realizada na tarde desta quinta-feira (5), a saída de Carlos Mosconi do cargo de secretário municipal de Saúde. Quem assume a pasta é  Flávio Togni de Lima e Silva, que exercia a função de secretário adjunto na mesma pasta.

A saída de Mosconi se deve à sua pré-candidatura a deputado, que pode ser estadual ou federal. O exoneramento a pedido obedece ao prazo de desincompatibilização da justiça eleitoral. Mosconi comentou que a experiência como secretário foi gratificante, destacando o trabalho dos servidores. Ele apontou as dificuldades, especialmente de ordem financeira, mas destacou os avanços que, segundo ele, foram grandes, como os mutirões de catarata, cirurgias, exames e, mais recentemente, consultas oftalmológicas. “A saúde é muito complexa, é muito difícil, e não tem fim, não existe um momento que a gente fala ‘está tudo resolvido’. Na saúde, mais do que qualquer outra coisa, nós trabalhamos com as angústias do ser humano e as coisas são difíceis, passamos por muitas dificuldades financeiras, mas nós não esmorecemos diante das dificuldades que nós passamos, procuramos levar adiante as questões e resolver os problemas na medida do possível. Acho que em parte nós conseguimos”, enfatizou.

Flávio Togni assume a pasta (foto: Tatiana Espósito/Poços Já)

O secretário empossado, Flávio Togni, falou sobre a expectativa e os desafios, agora à frente da pasta. Segundo ele, muitas mudanças já vêm sendo desenvolvidas nesta administração e a ideia é dar prosseguimento aos planejamentos e objetivos traçados. “Agora é continuar nessa busca que é zerar a fila de cirurgias, zerar a fila de exames, ou no mínimo entrar na normalidade. Então é dar continuidade ao trabalho que a gente já vinha fazendo. A gente sabe que o caminho é árduo, mas com a equipe da Secretaria de Saúde tenho certeza que a gente vai alcançar esses objetivos, com nosso objetivo maior, atender o paciente com a maior dignidade e com a maior eficiência possível.

Pré-candidatura

Mosconi faz mistério sobre sua pré-candidatura e afirma não estar decidido ainda se irá tentar uma cadeira na Assembleia Legislativa ou na Câmara em Brasília. “Ainda tenho muitas dúvidas na minha cabeça, não é que não serei candidato, serei, mas eu tenho ainda angústias pra serem resolvidas”, explicou.

Ele ainda comentou que, se tiver que escolher ser candidato estadual ou federal, tem sua preferência. “Federal, sem dúvida,  porque, veja a situação em que o estado se encontra, está numa situação dificílima, então ser deputado estadual hoje é trabalhar nessa dificuldade, mas em termos de recursos para a saúde, sem dúvida alguma ser deputado federal é muito melhor, seria muito mais produtivo,  com mais condições de ajudar mais a saúde da sua região e cidade do que estadual”, finalizou.

App Poços Já

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.