Obras do Cei Milo Carli Mantovani começaram há duas semanas (fotos: Tatiana Espósito/Poços Já)

Após anos de espera, o Centro Educacional Infantil Milo Carli Mantovani,  localizado na Zona Oeste de Poços de Caldas, finalmente terá uma nova cozinha. A obra está sendo realizada pela empresa TAG Logística, após mudança na política de contrapartida das empresas que se instalam no Distrito Industrial de Poços de Caldas.

A cozinha do CEI funciona de forma improvisada desde 2010, quando começou a apresentar problemas estruturais, rachaduras e até afundamento do piso.  Desde então, funcionários trabalham de forma precária para atender às quase 200 crianças, de zero a três anos, que são atendidas pelo centro educacional.

A contrapartida das empresas que se instalam no Distrito Industrial vem passando por mudanças. De acordo com o vice-prefeito e secretário de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Flávio Faria, a ideia é que as empresas que recebem a doação dos terrenos no local possam contribuir de forma mais ativa para com a comunidade.  “Eu sugeri fazer algo diferente, fizemos um diagnóstico das creches e chamamos a empresa com o protocolo de intenções. Falei que queria uma ação social pra nossa comunidade. O pessoal até estranhou um pouco porque antigamente era diferente, mas essa empresa TAG, por exemplo, que entrou com um protocolo para ampliação, entendeu nossa proposta e vai fazer três obras”, explica.

As três obras a que se refere o vice-prefeito são no CEI Milo Carli Mantovani, que terá uma nova cozinha, com refeitório e estrutura adequada; no CEI São Francisco, do Jardim Country Club, que receberá um anexo utilizando um antigo postinho, obra que poderá gerar  mais 40 vagas; e no CEI Beija-Flor, no bairro Maria Imaculada.

Segundo o vice-prefeito, o investimento nessas intervenções, caso fosse feito pela prefeitura, teria um custo em torno de R$250 mil. “Nós não teríamos condições de fazer essas obras hoje. Nem essas nem outras que fechamos com outras empresas como contrapartida também”.

Para a diretora da CEI Milo Mantovani,  Ana Maria Lobo de Carvalho, a obra chega em boa hora. “Nossa, estamos desde 2010 com esse problema e agora, quando a cozinha estiver pronta, vamos conseguir melhorar muito, mais segurança e qualidade do atendimento para as crianças”, destaca.

A obra da cozinha começou há cerca de duas semanas e deve levar mais 40 dias, aproximadamente, para ser finalizada.