Publicidade
Davison Advogado
Prefeito visitou balneário em Caldas da Rainha, Portugal (foto: divulgação).

Após retornar da viagem, no mês passado, o prefeito Sérgio Azevedo recebeu dois pedidos de informações enviados pela Câmara Municipal referentes aos sete dias que passou na Europa, ao lado da diretora das Thermas Antonio Carlos, Jussara Marrichi, e da primeira-dama, Gisele Azevedo. Assinado pelos vereadores Paulo Tadeu e Maria Cecília Opípari, ambos do PT, o requerimento tem objetivo de verificar os gastos com a viagem.

“Nós fizemos um pedido logo que o prefeito foi viajar, para que a gente pudesse saber quais foram os gastos que ele teve nesta viagem e quem arcou com essas despesas, uma vez que o município só pode arcar com as despesas das pessoas que são do Executivo, e os acompanhantes deveriam pagar a parte. Agora, precisamos de outras informações complementares. Queremos saber qual foi o documento que o prefeito assinou durante essa viagem, quem foram as pessoas que integraram a comitiva do prefeito, qual a agenda cumprida e o custo da viagem também”, explica Ciça.

No documento encaminhado à Prefeitura depois da última sessão da Câmara, realizada na última terça-feira (30), os parlamentares exigem ainda que os custos da viagem sejam enviados integralmente, discriminados por pessoa, contando com os valores investidos em passagem aérea, translado, hospedagem e deslocamento nos países visitados.

Ciça ainda ressalta que, para eles, a viagem foi repentina em meio a um tempo de crise financeira. “É muito importante essa viagem do prefeito, mas o que eu entendo é que, num primeiro momento, como o prefeito reclamou muito que não tinha dinheiro, que não tinha verba, e que não tem recurso para nada na cidade, porque a situação financeira do município está muito difícil, a gente estranha uma viagem dessa para a Europa, durante uma semana, e sendo custeada com o dinheiro público”, finaliza.