Publicidade
Davison Advogado
Poços-caldenses reclamam do valor gasto na festa (Imagem: reprodução Facebook).
Poços-caldenses reclamam do valor gasto na festa (Imagem: reprodução Facebook).

A DME Distribuição publicou, nesta quarta-feira (4), a retificação do edital para contratação de serviço de buffet que será utilizado em festa da empresa. O assunto ganhou destaque após manifestações nas redes sociais contrárias ao evento, motivadas também pelo recente aumento na tarifa de energia elétrica em Poços de Caldas. Além do protesto marcado para o dia 14 de novembro, a festa, que será realizada em cinco de dezembro, pode ter a presença de manifestantes que se organizam pela internet.

O edital pedia itens como filé mignon ao molho madeira e escondidinho de carne seca e mandioca, que foram excluídos na retificação. O preço de referência é de R$90 por pessoa, em uma festa para 500 convidados, com custo estimado de R$45 mil.

O cardápio também inclui quatro opções de canapés, seis salgados fritos ou assados, seis salgados folhados ou amanteigados, lombo suíno com farofa, arroz, batatas assadas, salada, refrigerante, cerveja, água, batidas alcoólicas, salada de frutas com sorvete de creme e café. O filé mignon ao molho madeira, que estava no primeiro documento, foi substituído por peito de frango com molho.

Além dos R$45 mil do buffet, também foram licitados R$11,5 mil para o aluguel do espaço onde será realizada a festa, o que inclui serviços de limpeza e segurança. O custo de contratação da banda ainda não foi definido.

As mudanças no cardápio aconteceram após o primeiro pregão, marcado para 29 de outubro. “Na primeira sessão não compareceram interessados. Segundo informações após o pregão, a reclamação das pessoas que participariam da licitação foi que o nosso preço de referência estava abaixo, considerando o cardápio solicitado. Para não aumentar valor, a gente optou por adequar e fazer um cardápio mais simplificado”, explicou o diretor da DME Distribuição, Marcos Rogério Alvim.

Segundo o diretor, a festa tem como objetivo celebrar os 60 anos do DME, a premiação de funcionário padrão e a conquista de prêmios da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (ABRADEE). “Nós optamos por esse ano juntar tudo em uma festa só, para economizar”, disse.

O novo pregão será realizado dia 19 de novembro. Alvim explicou ainda que uma comissão estipulou o cardápio, elaborado de forma “padrão para esses eventos”. O valor gasto, que é retirado dos lucros do DME, não é repassado para o consumidor. “Existe toda uma metodologia que a agência reguladora faz. Nesse caso, a festa não sai da tarifa. Ela sai do resultado da empresa e não tem impacto nenhum para o consumidor”, esclarece.